viernes, 29 de julio de 2011

Entrevista com Bujica, Carrasco dos Viceínos em 1989

Bujica 2x0 Vice da Gama

Nosso bate papo hoje é com o Caçador de Marajás, nosso querido e eterno Bujica:

Paulo Marback: E ai querido Bujica, desde já obrigado pelo carinho com esse humilde torcedor e com nosso espaço pra Naçao que Apoia!

Bujica: Eu que agradeço seu carinho comigo!

Paulo Marback: Nome Completo do Caçador? 

Bujica: Marcelo Ribeiro

Paulo Marback: Que dia o caçador chegou ao mundo? 

Bujica: 21 de janeiro de 1969

Paulo Marback: Como voce chegou ao Flamengo? 

Bujica: Cheguei através do doutor Adail Braga que na época era diretor da base e do meu irmão Luciano que jogava nos juvenis

Paulo Marback: Quem é seu maior ídolo no Flamengo? 

Bujica: ZICO sem duvidas...

Paulo Marback: Como foi seu primeiro contato com o Zico? 

Bujica: Foi tensoooooo, meu ídolo alí na minha frente e eu tendo a oportunidade de jogar com o cara que na minha opinião foi o melhor do mundo, foi demais, até hoje agradeço a Deus essa oportunidade

Paulo Marback: E jogar a primeira vez com o Rei? 

Bujica: Jogar a primeira vez foi mais tranqüilo, já vinha tendo contato diário com ele e isso facilitou muito, o ser humano que ele era e é até hoje.

Paulo Marback: 5 de Novembro de 1989, o que te lembra essa data? 

Bujica: A melhor de todas as partida da minha carreira, FLAMENGO 2 x 0 Vasco, com 2 gols meus

Paulo Marback: Neste jogo as atençoes estavam voltadas para a estreia do Bebeto com a camisa dos viceínos, de um lado uma equipe que era tratada como favorita e do outro Zico e Junior já tratados como velhos, e o grande destaque foi um menino de 19 anos e de apelido Bujica, o que significou pra voce aquele dia? 

Bujica: Muita coisa, primeiro que eu tive a felicidade de fazer os gols, se peguei na bola mais de 5 vezes no jogo todo foi muito, quem arrebentou com o jogo mesmo foram ZICO e JUNIOR, jogaram muito.

Paulo Marback: Depois disso, nasce o Caçador de Marajás, até hoje seu nome é lembrado, ainda mais porque o tal de Cocada era o nome na boca de qualquer viceíno até aquele dia e seu nome passa para a história, como segue seu dia dia em relaçao a Naçao até hoje? 

Bujica: Hoje sou torcedor do FLAMENGO como sempre fui e nunca neguei e é claro com uma visão das coisas que acontecem no clube um pouco mais profissional, mas torcedor muito apaixonado e seguindo minha vida de forma tranqüila como sempre foi.

Paulo Marback: Como foi a vespera daquela partida? 

Bujica: Talvez tenha sido o momento mais importante de preparaçao para o jogo, todos os jogadores muito concentrados e conscientes da importancia da partida e com o  ZICO e o JUNIOR deixando todos tranqüilos.

Paulo Marback: Junior destroi um ataque dos viceínos na entrada da area e liga um contra ataque, rola para Zico que percebe a chegada do Alcindo e toca, Zico passa e recebe de volta, entra na area e percebe voce de cara pro gol, um passe do Galo, mais um gol de Bujica, um favorito derrubado em campo, o que passava em seu coraçao naquele exato momento?  

Bujica: Já não precisava nada mais na minha carreira, fiz gol no Vasco jogando pelo FLAMENGO e com passe de ZICO

Paulo Marback: Além desse jogo, que outro momento mais te marcou no seu período de Flamengo? 

Bujica: Ter participado dos 2 jogos de despedida do ZICO , uma contra o Fluminense em Juiz de Fora que até fiz um gol e um contra a seleção do resto do mundo

Paulo Marback: Como e onde vive hoje o Caçador de Marajás? 

Bujica: Tranquilo em Rio Branco no ACRE.

Paulo Marback: Qual sua visao sobre projetos sociais?

Bujica: Os projetos sociais são muito importantes desde que cumpram com os objetivos propostos por eles.

Paulo Marback: Como voce tem desenvolvido esses projetos no Acre? 

Bujica: Tenho um projeto que existe a 4 anos aqui, é o "BOM de BOLA, BOM na ESCOLA" que atende aproximadamente 300 crianças que não tem acesso as escolinhas de futebol e em contra partida eles tem que ter um desepenho escolar exemplar, em 4 anos tivemos 100% de aproveitamento escolar e melhoria do comportamento dos adolescentes e crianças envolvidas, tenho como parceiros o CIS ( centro de inclusão social) que nesses 4 anos vem dando a maior força pro projeto realmente funcionar  através da ZENILDO VIEIRA que é quem possibilitou que o projeto pudesse ser executado e a 1 ano com o SESI- PAF ( programa atleta do futuro) que melhorou e muito as condições de trabalho.

Paulo Marback: Como alguém interessado pode fazer contato se desejar apoiar seu projeto?

Bujica: Pode fazer contato diretamente comigo pelo telefone (68) 9963 1820 ou com Zenildo pelo (68) 3227 4846, pelo email: marcelo.bujica@gmail.com ou no twitter: @bujica99

Paulo Marback: Bujica, deixa sua mensagem final a Naçao!

Bujica: A Nação só tenho a agradecer pelo carinho que sempre tiveram comigo!

Paulo Marback: Mais uma vez obrigado pelo carinho Bujica e sucesso sempre! SRN!

Pra encerrar o papo de hoje ficamos com os dois vídeos do documentário "O Caçador de Marajás" produzido pelo meu camarada que rasga na caneta no Urublog da Globo.com, Arthur Muhlenberg!






SRN a toda Naçao que Apoia!

2 comentários:

Anónimo dijo...

Saudações paulo perfeito meu querido....

Sandro RRN 19ª região dijo...

Parabéns a você Paulo pela entrevista objetiva,e ao Bujica,eterno ídolo. SRN

Publicar un comentario